As livrarias mais incríveis

libreria_ateneo_grand_splendid_telon_1200_1

Para estrear a pauta livrarias, duas já visitadas e uma na lista de espera.

Dizia-se há algum tempo que Buenos Aires sozinha tinha mais lojas de livros que em todo território brasileiro. Não importa. A cidade tem sim a livraria mais bela do continente, El Ateneo Gran Splendid. Há alguns anos, o londrino The Guardian a elegeu a segunda livraria mais bonita do mundo, perdendo apenas para a holandesa Selexyz Dominicanen Boekhandel. El Ateneo ocupa um antigo teatro, mantendo ainda a cúpula e os balcões originais, e um estoque de cerca de 120 mil livros em suas prateleiras, até alguns anos atrás pouquíssimos de escritores brasileiros. No palco que já recebeu celebridades do porte de Carlos Gardel agora é possível tomar um café a apreciar um ângulo de visão até então restrito aos artistas que se apresentavam no local. Com a vantagem de que, se quiser, você pode passar a tarde inteira ali diante de uma xícara sem ser abordado.

Como há outras lojas da Ateneo na cidade, vale ressaltar que a Grand Splendid fica na Avenida Santa Fe onde dá para chegar facilmente de metrô. 

Um pouco mais distante, na cidade do Porto, em Portugal, outra obrigatória em todas as listas das mais incríveis, a Lello e Irmão (www.livrarialello.pt). A história da livraria teve início em 1869 com o editor francês Ernest Chardron – o primeiro a publicar um livro de Camilo Castelo Branco. Mais tarde, adquirida por José Pinto de Sousa Lello passou a ocupar, em 1906, o atual endereço num edifício neogótico cujo interior mistura art nouveau e art déco e  impressiona com elementos como a monumental escada de madeira (que teria inspirado as escadarias de  Hogwarts dos livros da escritora J. K. Rowling, que morou na cidade onde sobrevivia dando aulas de inglês enquanto rascunhava o best-seller A Pedra Filosofal) e os  magníficos vitrais do teto. A partir do “fenômeno Harry Potter”, o local que já era uma das principais atrações da cidade, passou a receber um fluxo estimado de até 4 mil visitantes dia. Para garantir um mínimo de “ambiente de livraria”, a Lello passou a cobrar uma taxa de entrada dos visitantes.

Por fim, mas não menos importante, a Selexyz Dominicanen Boekhandel. A livraria ocupa a Igreja Dominicana de Maastricht, na Holanda, cuja construção no estilo gótico foi iniciada em 1260. Depois de guerras, ocupações e usos diversos – o local chegou a ser estacionamento de bicicletas – a igreja foi restaurada e, a partir de 2006, a Selexyz comprou o prédio e transformou em livraria. O projeto arquitetônico, do escritório Merkx-Girod ganhou o maior prêmio holandês de arquitetura em 2007 e a Selexyz de Maastricht é hoje considerada em muitas listas como a mais bela livraria da Europa. No mosaico a fachada da igreja e o interior com as estantes de livros e o café com a mesa em formato de cruz.

 

Um comentário sobre “As livrarias mais incríveis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s