Novas biografias no forno

Uma das melhores notícias que se podia ler no final de semana estava no Eu&Fim de Semana, do Valor Econômico. Depois dos episódios medievais ocorridos na história recente envolvendo biografados e/ou familiares de personalidades públicas do país, como o cantor Roberto Carlos, uma nova safra de biografias deve sair do forno em 2018. Segundo matéria assinada por Daniel Salles, estimulados pela decisão do STF, de 2015, que, por unanimidade, considerou inconstitucional a exigência de autorização prévia de biografados ou herdeiros para publicação comercial de biografias, as editoras resolveram tirar da gaveta diversos projetos que vinham sendo adiados pela insegurança que cercava esse mercado. Ou que ainda cerca, uma vez que a Lei das Biografias ainda tramita no Congresso Nacional.

Entre as novas biografias anunciadas estão a do desenhista, humorista, dramaturgo, escritor, poeta, tradutor e, ufa, jornalista, Millôr Fernandes, morto em 2012, prometida pela editora Todavia; a nova versão da biografia do Rei, escrita pelo jornalista Paulo Cesar Araújo – a primeira foi tirada de circulação pelo biografado – com lançamento previsto para o segundo semestre pela Planeta; e quatro outras de peso, todas pela Companhia das Letras: Carlos Drummond de Andrade, do jornalista Humberto Werneck (autor de outra celebrada biografia, do compositor Jayme Ovalle, editada pela extinta Cosac Naify); Silvio Santos, de autoria de Ricardo Valladares; Tiradentes, de Lucas Figueiredo e Samuel Weiner, de Karla Monteiro.

Que venham muitas outras.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s