Enquanto isso…

Longe, muito longe dos números apresentados pelas grandes bibliotecas mundiais, nosso patrimônio literário tem seu ponto alto na Biblioteca Nacional. Seu acervo inicial chegou ao Rio de Janeiro em 1808 junto com D. João VI e sua corte, consequência da invasão de Portugal pelas tropas de Napoleão Bonaparte. Junto com a comitiva chegou a Real Biblioteca formada por 60 mil peças, entre livros, manuscritos, mapas, estampas, moedas e medalhas. Abaixo detalhe da fachada do prédio da BN, iniciado em 1905 e inaugurado dez anos depois.

bibliotecanacional.rj_euqueroviajarblogspotcom

-Biblioteca Nacional – Rio de Janeiro

Com estimados 9 milhões de itens é a maior biblioteca da América Latina.

-Biblioteca Mário de Andrade – São Paulo

Acervo estimado em 3,2 milhões de itens, a BMA foi fundada em 1925 e é a principal biblioteca pública do estado.

-Biblioteca Central – Universidade Nacional de Brasília

Com mais de 1,5 milhão de itens, a BCE foi instituída em 1961.

-Biblioteca da Universidade Federal da Bahia – Salvador

Parte do Sistema de Bibliotecas da UFB, tem um acervo estimado em 890 mil itens.

-Biblioteca Pública Arthur Vianna – Belém

Fundada há 147 anos, tem acervo de cerca de 800 mil volumes.

-Biblioteca Pública do Estado da Bahia – Salvador

Primeira biblioteca do país e da América do Sul e maior do estado da Bahia, possui acervo estimado em 720 mil itens.

-Biblioteca Pública de Pernambuco – Recife

Possui acervo de mais de 270 mil livros e 370 mil volumes de periódicos, mapas, manuscritos, iconografias diversas e folhetos. 

-Biblioteca Pública do Paraná – Curitiba

Criada em 1857, reúne cerca de 630 mil itens entre livros, periódicos, fotografias e mapas. 

-Biblioteca Luiz de Bessa / Biblioteca Pública Estadual de MG – Belo Horizonte

Criada em 1954 pelo então governador Juscelino Kubitscheck, ocupa prédio inaugurado em 1961 na Praça da Liberdade com projeto de Oscar Niemeyer. Abriga acervo de mais de 570 mil exemplares.

-Biblioteca Pública do Rio Grande do Sul – Porto Alegre

Aberta ao público em 1877, tem acervo de aproximadamente 240 mil volumes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s