O drama do jovem Edouard

O fim de eddy

Depois do livro de contos “O Sol na Cabeça”, do carioca Geovani Martins, outro jovem escritor, no caso de 25 anos, que chega ao mercado também celebrado pelo estilo de uma linguagem popular para abordar dramas cotidianos de cunho autobiográfico é o francês Edouard Louis, com seu “O Fim de Eddy”. O romance, que virou fenômeno de venda na França, já vendeu mais de 300 mil exemplares mundo afora e foi lançado aqui em edição da TusQuets. “Esse romance, sobre crescer em meio à pobreza e à homofobia na zona rural francesa, é leitura essencial.” assinalou o The Guardian. “Sagaz. Brilhante. Um vigor emocional devastador”, garante Garth Greenwell, da The New Yorket.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s