Lobato em domínio público

Lobato
Monteiro Lobato eternizado em sua cidade natal Taubaté (SP)

Morto em 4 de julho de 1948 vítima de um derrame, Monteiro Lobato terá sua obra, conforme prevê a lei de direitos autorais, passada para domínio público a partir de janeiro do próximo ano. Considerado o pai da literatura infantil brasileira, Lobato se imortalizou por obras como “Narizinho Arrebitado”, “O Saci”, “Fábulas do Marquês de Rabicó” e “Memórias de Emília”, entre muitas outras, e também pela polêmica. Seu primeiro livro “Urupês” mostrava os problemas do país e condenava a miscigenação; mais recentemente, em 2010, mais de 60 anos após sua morte, foi parar no Supremo Tribunal Federal, onde um mandado de segurança, impetrado pelo Conselho Nacional de Educação e negado pelo ministro Luiz Fux, solicitava a retirada de “Caçadas de Pedrinho” da lista de leitura obrigatória das escolas públicas por considerar que o livro tinha teor racista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s