Rosa garoto-propaganda

Anúncio de medicamentos com carta de Guimarães Rosa, na revista O Cruzeiro, em 1931

Nota do blog Painel das Letras, do jornalista Maurício Meireles, no site do jornal Folha de São Paulo, resgata fato inesperado na trajetória do cânone da literatura brasileira, Guimarães Rosa. O celebrado autor de “Grande Sertão: Veredas”, de 1956, foi garoto-propaganda de dois remédios, em 1931. A descoberta, segundo o jornalista, foi feita pelo bibliófilo Luís Pio Pedro, durante pesquisas para o dicionário de pseudônimos previsto para lançamento no ano que vem.

“O anúncio publicitário dos remédios Cascarobil e Metacal foi publicado naquele ano na revista O Cruzeiro, com uma carta de Rosa recomendando-os. Nela, o escritor dizia estar feliz que um paciente que sofria de “cólica hepática”, após o primeiro medicamento, achava-se “lépido, satisfeito, eufórico, cheio de saúde”.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s