Hoje e amanhã

fernando pessoa
Poema de 1928 do mais universal dos poetas de língua portuguesa, Fernando Pessoa (1888-1935)
Hoje Estou Triste, Estou Triste
Hoje stou triste, stou triste.
Starei alegre amanhã…
O que se sente consiste
Sempre em qualquer coisa vã.Ou chuva, ou sol, ou preguiça…
Tudo influi, tudo transforma…
A alma não tem justiça,
A sensação não tem forma.Uma verdade por dia…
Um mundo por sensação…
Stou triste. A tarde está fria.
Amanhã, sol e razão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s