126 anos de Graciliano

Graciliano I
Graciliano acompanhado do editor José Olympio e do pintor Cândido Portinari

Há 126 anos, completados ontem, nascia em Quebrangulo (AL) um dos mais importantes nomes da nossa literatura em todos os tempos: Graciliano Ramos de Oliveira. O autor de clássicos como “Vidas Secas” e “São Bernardo”, publicou seu primeiro conto, “Pequeno Pedinte”, no jornal do internato alagoano onde estudava em 1904. Em 1925 iniciou seu primeiro romance, “Caetés”. Além de escritor consagrado, Graciliano teve uma biografia movimentada, que incluiu a função de prefeito de Palmeira dos Índios e o encarceramento no presídio da Ilha Grande, no Rio.

Abaixo alguns dos principais títulos do escritor.

Caetés – 1933

Angústia – 1936

Vidas Secas – 1938

Infância – 1945

Insônia – 1947

Memórias do Cárcere – 1953

Viagem – 1954

Linhas Tortas – 1962

Viventes das Alagoas – 1962

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s