Destaques de dezembro, segundo o Estadão

Os dez livros “essenciais” do mês, conforme o Aliás, Estante, do jornal O Estado de São Paulo:

República Luminosa, Andrés Barba – Todavia

Romance premiado do autor considerado um dos melhores escritores jovens da língua espanhola.

Úrsula, Maria Firmina dos Reis – Companhia das Letras/Penguin

Publicado em 1859 e assinado pela primeira romancista negra brasileira.

A Máquina Parou, E. M. Forster – Iluminuras

Ficção científica do autor de Passagem para a Índia e Maurice.

As Três Irmãs, por Stanislavski, Tieza Tissi – Perspectiva

Texto traduzido direto do russo e partituras cênicas do diretor.

Evolution of Desire, Cynthia Haven – Michigan University Press

A vida de um dos grandes pensadores do século passado, René Girard.

A Transparência do Tempo, Leonardo Padura – Boitempo

Lançamento do escritor cubano, autor também do best-seller O Homem que Amava os Cachorros.

Riminha para Crianças Grandes, Wislawa Szymborska – Ayiné

Experimentos e brincadeiras literárias da poeta polonesa e prêmio Nobel de 1996.

Nos Ombros dos Gigantes, Umberto Eco – Record

Reunião de palestras do semiólogo italiano publicada postumamente.

Dez Argumentos para Você Deletar Agora suas Redes Sociais, Jaron Lanier – Intrínseca

O autor é um dos nomes mais bem-sucedidos do Vale do Silício e sugere que empresas como o Facebook lucram com a disseminação do ódio.

O Spleen de Paris, Charles Baudelaire – Via Leitura

Publicado originalmente em 1869, reúne versos do pilar do simbolismo francês.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s