Literatura perde Amós Oz

O escritor israelense em foto do Al Arabiyaa

Mais uma grande perda na contabilidade de 2018. Morreu na sexta-feira (28), em decorrência de um câncer, aos 79 anos, o escritor israelense Amós Oz. Nascido em Jerusalém, em 1939, Oz era autor de livros como “Caixa-Preta”, “Judas” e “Como Curar um Fanático”.  Considerado um dos principais nomes da literatura de seu país, Oz foi criado em um kibutz e estudou filosofia e literatura na Universidade Hebraica de Jerusalém. Publicou cerca de 18 livros em hebraico, entre ficção e não ficção.    

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s