Mercado editorial registra crescimento tímido em 2018

Embora a entrada em recuperação judicial de dois dos principais nomes do mercado editorial local – Saraiva e Livraria Cultura – sinalizasse um ano tenebroso no setor, informação adiantada por Ismael Borges, da Nielsen, publicada na coluna Mercado Aberto, da Folha, dá conta de um pequeno crescimento do mercado interno em 2018. “Houve crescimento, mas foi tímido em termos de faturamento, depois do desconto da inflação”, afirma Borges. Os dados oficiais da pesquisa tradicionalmente promovida pela consultoria ainda serão publicados, mas outro dado adiantado pelo especialista é que os livros de gestão foram o principal destaque em vendas no ano.

Fragmentos de volta

Escrito em 1977 pelo filósofo estruturalista francês, Roland Barthes, e até então fora de catálogo no Brasil, “Fragmentos de um Discurso Amoroso” ganha nova edição pela Unesp, com tradução de Hortênsia Santos. Conforme assinala nota do Ilustríssima, da Folha, “o livro divide-se em dezenas de termos, cada um deles com universo próprio, buscando explicar a experiência do amor e o sujeito apaixonado a partir do ponto de vista da linguagem”.

As primeiras visões

Uma incrível saga em território brasileiro é contada no lançamento da Editora Capivara “Martius”, um álbum assinado pelos professores Pablo Diener e Maria de Fátima Costa. A obra resgata registros botânicos, de animais e etnográficos dos exploradores Carl Friedrich Philipp Martius (1794-1868) e Johan Baptist Spix (1781-1826) feitos numa viagem de mais de 14 mil quilômetros pelo país. A empreitada ficou conhecida em toda Europa do Século XIX.

A obra traz gravuras inéditas, esboços e aquarelas de paisagens, plantas, índios etc. algumas assinadas por nomes como Rugendas, Ender, Post e outros. Segundo a editora, embora o trabalho de Martius e Spix no Brasil seja eminentemente científico, as ilustrações que o acompanham têm enorme riqueza de detalhes e se incluem também no registro artístico do ambiente e dos habitantes.