168 anos de Joyce

James Augustine Aloysius Joyce, o celébre escritor irlandês James Joyce, completaria hoje, 2 de fevereiro, 168 anos. Conforme resgata o blog da editora Companhia das Letras, Joyce era o mais velho de dez filhos de uma família que, após uma breve prosperidade, caiu na pobreza. Ainda assim, foi educado nas melhores escolas de Dublin. Em 1902 muda-se para Paris. No ano seguinte regressa a Dublin em função da morte da mãe.

Em 1907 são publicados, em Londres, os poemas de “Música de Câmara”. Em 1914, o livro de contos “Dublinenses”. Na sequência saem “Um Retrato do Artista Quando Jovem” (1916) e a peça “Exilados” (1918). Em 1922 publica, em Paris, o livro que vinha trabalhando desde 1914 e que lhe garantiu relevância mundial: “Ulysses”. No mesmo ano, começa a escrever “Finnegans Wake” e, apesar dos problemas enfrentados em um olho e profundamente abalado pela doença mental da filha, publica o livro em 1939.

Depois do início da Segunda Guerra Mundial, o escritor vai morar na França ainda não ocupada. Em dezembro de 1940, quase cego, vai para Zurique, onde morre em janeiro de 1941 de úlcera e peritonite generalizada durante uma cirurgia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s