Rivalidades literárias

Nem só da troca de elogios e gentiliezas vive o mundo literário. Artigo de Brasigóis Felício na Revista Bula, citando relatos do livro “A Ilusão Literária”, de Eduardo Frieiro, assinala que “um rápido olhar sobre as biografias literárias de escritores célebres nos mostra que não são incomuns as farpas da inveja e da disputa de prestígio, as hostilidades furibundas, as rasteiras e voadoras — puramente verbais, é verdade, porém devastadoras e dotadas de cargas de maldade e perversidade…”.

Algumas desavenças e maledicências celébres comentadas no artigo: Tolstói e Dostoiévski; Petrarca e Dante; Nicolas Boileau e La Fontaine; Lope de Vega e Cervantes. O território nacional não foge a regra. Daqui, um dos principais destaques fica com a antológica rixa entre Graciliano Ramos e Guimarães Rosa.  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s