Kafka em tradução inédita

A L&PM está lançando“Diários 1909-1912”, de Franz Kafka (1883-1924). Segundo a editora, pela primeira vez os diários do autor de obras clássicas como “A Metamorfose” e “O Processo” são apresentados ao leitor brasileiro em tradução direta do alemão, a cargo de Renato Zwick, e numa edição integral. O volume traz as anotações do período inicial da carreira do escritor, num processo de autoanálise, onde reflete sobre sua educação, sua conflituosa relação com o mundo do trabalho, o desconforto com o próprio corpo e seu eterno estranhamento diante de tudo que o cercava. Abaixo trechos do “Diário”.

“Domingo, 19 de junho de 1910, dormi, acordei, dormi, acordei, vida miserável.”

“Quando reflito a respeito, tenho de dizer que minha educação me prejudicou bastante em vários sentidos. Afinal, não fui educado em algum lugar à parte, talvez numa ruína nas montanhas, contra o que não poderia pronunciar nenhuma palavra de censura. Com o risco de que toda a série de meus antigos professores não possa compreendê-lo, eu teria sido de bom grado e de preferência aquele pequeno habitante das ruínas, queimado de sol, que lá, entre os escombros, teria me iluminado de todos os lados sobre a hera tépida, ainda que no início eu tivesse sido fraco sob a pressão de minhas boas qualidades, que teriam crescido em mim com a força das ervas daninhas.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s