Escritoras extraordinárias

A lista foi feita pelo Blog da Companhia das Letras em março do ano passado, por ocasião do Dia Internacional da Mulher, mas vale como dica para o Dia das Mães ou qualquer outro. Abaixo a seleção (com complementos) de “20 escritoras extraordinárias” com obras publicadas por selos do grupo Companhia e os respectivos títulos.

Hilda Hilst –  “Da Poesia” (livro lançado em 2017. No ano seguinte, foram publicados ainda “Da Prosa”, “Júbilo, Memória, Noviciado e Paixão” e “De Amor Tenho Vivido”.

Chimamanda Ngozi Adichie“Meio Sol Amarelo”, “Hibisco Roxo”, “Americanah”, “Sejamos Todos Feministas”, “Para Educar Crianças Feministas”, “No Seu Pescoço”.

Rebecca Solnit“A Mãe de Todas as Perguntas”

Lilia Moritz Schwarcz“As Barbas do Imperador: D. Pedro II, um Monarca nos Trópicos”, “O Espetáculo das Raças”, “O Sol do Brasil”, “Nem Preto Nem Branco, Muito Pelo Contrário”, “Brasil: Uma Biografia”, “Lima Barreto: Triste Visionário” e várias outras obras, inclusive para o público infanto-juvenil.

Ana Cristina Cesar“Poética” e “Crítica e Tradução”.

Angélica Freitas“Um Útero é do Tamanho de um Punho”. Teve publicada também a HQ “Guadalupe”.

Virginia Woolf“Orlando” e “Mrs. Dalloway”

Caitlin Moran“Como ser Mulher” e “Do que é Feita uma Garota”.

E. Lockhart“O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks”, “Mentirosos” e “Fraude Legítima”.

Lygia Fagundes Telles“As Meninas”, “Antes do Baile Verde” e dezenas de outras obras.

Martha Batalha “A Vida Invísivel de Eurídice Gusmão” e “Nunca Houve um Castelo”.

Nicole Krauss“Floresta Escura”, “A Memória de Nossas Memórias” e “A História do Amor”.

Elizabeth Strout“Meu Nome é Lucy Barton” e “Olive Kitteridge”.

Maria Valéria Rezende“Quarenta Dias”, “Vasto Mundo”, “Modo de Apanhar Pássaros à Mão”, “O Voo da Guará Vermelha”, “Outros Cantos”, “Carta à Rainha Louca”.

Carol Bensimon “Sinuca Embaixo d’Água”, “Todos Nós Adorávamos Caubóis”, “O Clube dos Jardineiros de Fumaça”.

Alice Munro“Felicidade Demais”, “O Amor de Uma Boa Mulher”, “Vida Querida”.

Elvira Vigna “Como se Estivéssemos em Palimpseto de Putas”, “Por Escrito”, “A Um Passo”.

Helena Morley“Minha Vida de Menina”.

Susan Sontag“A Vontade Radical”, “Diante da Dor dos Outros” e “Sobre Fotografia” e várias outras obras.

Svetlana Aleksiévitch “Vozes de Tchernóbil”, “A Guerra não tem Rosto de Mulher”, “O Fim do Homem Soviético”, “As Últimas Testemunhas”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s