O sexismo na linguagem literária

Esculturas de Alberto Giacometti/Guggenheim Museum

Estudos baseados em inteligência artificial e comentados em matéria do El País (https://brasil.elpais.com/brasil/2019/08/29/tecnologia/1567094920_557887.html) corroboram o que todo leitor médio já sabia: a linguagem adotada na literatura é abertamente sexista. A pesquisa, conduzida por um grupo de cientistas da Universidade de Copenhague, segundo a matéria, contou com a análise de 11 bilhões de palavras de mais de três milhões de livros escritos em inglês e publicados entre 1900 e 2008. Revelou-se, entre outros dados, que as mulheres recebem apenas adjetivos relacionados ao seu físico, “enquanto para os homens as referências se concentram principalmente em sua força e personalidade”. Entre as palavras mais usadas para descrever as mulheres estão “bonita”, “encantadora”, “linda”, “sexy”, “solteira”, “fértil” ou “sofisticada”. Para eles, os adjetivos mais frequentes são “justo”, “pacífico”, “racional”, “honrado”, “brutal” e “corajoso”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s