A história de uma geração nas cartas de Efratia Gitai

Edição francesa do livro de correspondências de Efratia Gitai

Já em pré-venda no site da Ubu (ubueditora.com.br) “Em Tempos como Estes”, de Efratia Gitai. A obra reúne parte da correspondência da mãe do cineasta Amos Gitai, uma mulher de opinião própria, libertária, com posições feministas e ideais socialistas. As cartas vão de 1929 a 1994 e retratam, segundo a editora, “numa escrita saborosa e de um ponto de vista subjetivo”, contextos políticos e sociais vividos por ela, na condição de mulher e judia, numa Europa marcada pela guerra e pela constituição do Estado de Israel. 

“Efratia, como as mulheres de sua geração nascidas em Israel, não é uma mulher da diáspora. Não é também israelense. Israel ainda não existe. Essa geração vai inventar sua pertença. Efratia escreveu cartas durante toda a sua vida. Desde nova, ela as conservou, como que para reter os momentos de sua história, como se o íntimo incarnasse o destino dessa terra. As cartas deste livro falam da vida de uma mulher, Efratia, minha mãe, de suas reflexões íntimas e de suas hesitações de jovem menina, de sua sede por independência, de seus debates apaixonados com o pai sobre o destino do país, o amor, o culto à amizade e à maternidade, além do luto, da velhice e dos momentos difíceis. Ainda escuto sua voz, seu hebraico arcaico de alguém que queria que os filhos falassem o hebraico moderno, dos nossos tempos.” – Amos Gitai

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s