Os mais vendidos da Record

Confira os 20 títulos do grupo Record, uma das maiores casas editoriais do país, vendidos em livrarias. Com o predomínio dos ditos livros de “crescimento pessoal”, a lista é dominada por títulos do guru da autoajuda, o americano Hal Elrod, e de obras como a do jornalista e escritor anglo-americano Max Gunther, com “conselhos dos banqueiros suíços para orientar seus investimentos”.

“O Milagre da Manhã”, Hal Elrod

“Amor sob Encomenda”, Carina Rissi

“Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes”, Stephen R Covey

“O Poder do Subconsciente”, Joseph Murphy

“Pense & Enriqueça”, Napoleon Hill

“A Corrente”, Adrian McKinty

“O Milagre da Manhã: Diário”, Hal Elrod

“O Milagre da Manhã para se Tornar um Milionário”, Hal Elrod, David Osborn, Honorée Corder

“Antifrágil”, Nassim Nicholas Taleb

“A Paciente Silenciosa”, Alex Michaelides

“Os Axiomas de Zurique”, Max Gunther

“As Sete Leis Espirituais do Sucesso”, Deepak Chopra

“Aprendizados”, Gisele Bündchen

“Você Pode Curar sua Vida”, Louise L. Hay

“Poder sem Limites”, Tony Robbins

“O Sol é Para Todos”, Harper Lee

“Quem Mexeu no Meu Queijo?”, Spencer Johnson

“A Equação do Milagre”, Hal Elrod

“O Cavaleiro Preso na Armadura”, Robert Fisher

“O Mínimo que Você Precisa Saber para não ser um Idiota”, Olavo de Carvalho

Brontë em miniatura

Foto do The Guardian

Uma miniatura de um manuscrito da então adolescente Charlotte Brontë (1816-1855), segundo notícia da agência Reuters, está voltando à casa onde a escritora passou a infância em West Yorkshire. A obra foi comprada por um museu britânico em um leilão em Paris por 780 mil euros. A campanha para a arrecadação dos recursos, segundo a agência, foi impulsionada por um pedido da atriz Judi Dench. Charlotte é autora do clássico “O Morro dos Ventos Uivantes”.

O espírito natalino por Dickens

Mais que um clássico no gênero, “Uma Canção Natalina”, o livro de Charles Dickens lançado recentemente pelo selo Penguin, é responsável pela forma como a data é – ou deveria ser – celebrada nos dias de hoje, uma ocasião para agradecer e ajudar o próximo.

“Uma Canção” conta a história de Ebenezer Scrooge, que, incapaz de compartilhar momentos de amizade e de compreender a magia do Natal, só encontra refúgio na riqueza e na solidão. Até que recebe, num dia 24 de dezembro, a visita do fantasma do ex-sócio falecido há sete anos.

Com várias traduções em português, o livro, lançado originalmente em 19 de dezembro de 1843, com ilustrações de John Leech, foi escrito em menos de um mês para pagar dívidas do autor e tornou-se um sucesso instantâneo, com mais de seis mil cópias vendidas na primeira semana.

O primeiro romance

“Ainda lembro da minha surpresa quando soube que o primeiro grande romance da literatura universal foi escrito por uma dama de companhia da corte japonesa por volta do ano 1000.1 Não sabemos o nome verdadeiro da autora, que veio a ser conhecida como Murasaki Shikibu, sua inesquecível protagonista. Essa senhora anônima da corte criou um mundo literário de biombos, leques e poemas que era diferente de qualquer coisa escrita até então.”

Trecho do livro “O Mundo da Escrita”, de Martin Puchner

Clássico brasileiro em HQ

Reedição de clássico de José Mauro de Vasconcelos lançada em 2018

Segundo notícia do blog Babel, do Estadão, “O Meu Pé de Laranja Lima” – relançado em edição especial no ano passado pela Melhoramentos para marcar os 50 anos da obra, vai ganhar agora uma versão em quadrinhos. O livro de José Mauro de Vasconcelos (1920-1984) será adaptado por Luiz Antônio Aguiar e ilustrado por Franco de Rosa e equipe. O lançamento, pela mesma Melhoramentos, está previsto para março do ano que vem.

A edição em HQ, ainda de acordo com o blog, faz parte da iniciativa de resgate da obra do escritor, que deve contemplar, no total, 20 títulos. Nos próximos dias chegam às prateleiras “Banana Brava”, “Longe da Terra”, “Barro Blanco” e “Vazante”. Outros dez títulos devem ser lançados no ano que vem.