Keynes comenta

O economista britânico na Conferência de Bretton Woods, em 1944

“O que sinto com respeito a “O Capital” é o mesmo que sinto com respeito ao “Alcorão”. Sei que é historicamente importante e sei que muitas pessoas, nem todas elas idiotas, julgam-no uma espécie de oráculo e fonte de inspiração. Mas, quando examino a obra, é inexplicável para mim que ela possa produzir tal efeito. Seu polemismo enfadonho, ultrapassado e acadêmico parece extraordinariamente inadequado como material para esses fins. Por outro lado, como já disse, sinto o mesmo com relação ao “Alcorão”. Como é que qualquer um desses livros pôde levar o fogo e a espada a metade do planeta? Não consigo entender. Está claro que existe algum defeito em minha compreensão”.

John Maynard Keynes em carta de 1934 ao escritor irlandês Bernard Shaw em resposta à sugestão de que a leitura de “O Capital” poderia ajudá-lo em seu trabalho teórico. Fonte: “O Livro das Citações”, de Eduardo Giannetti, no capítulo “A Interpretação dos Clássicos”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s