Centenário José Mauro

Além de Clarice Lispector (10/12/1920) e João Cabral de Melo Neto (9/1/1920), o ano de 2020 marca também o centenário de nascimento de outro autor de clássicos da literatura brasileira: José Mauro de Vasconcelos (26/02/1920). Falecido aos 64 anos, teve uma biografia que foi além da atuação como escritor consagrado. Foi de treinador de boxe a garçom, passando por ator, modelo do escultor Bruno Giorgi e artista plástico. Seu maior best-seller, “O Meu Pé de Laranja Lima”, com mais de 2 milhões de cópias vendidas, segundo matéria assinada por Maria Fernanda Rodrigues, em O Estado de S. Paulo, ganhou edição especial há dois anos por ocasião dos 50 anos de seu lançamento. Agora, conforme a matéria, a Melhoramentos deve completar a coleção, com o lançamento de edições repaginadas das demais obras do autor.  

Abaixo a bibliografia de J. M. Vasconcelos, conforme a Wikipedia.

“Banana Brava” (1942)

“Barro Blanco” (1948)

“Longe da Terra” (1949)

“Vazante” (1951)

“Arara Vermelha” (1953)

“Arraia de Fogo” (1955)

“Rosinha, Minha Canoa” (1962)

“Doidão” (1963)

“O Garanhão da Praia” (1964)

“Coração de Vidro” (1964)

“As Confissões de Frei Abóbora” (1966)

“Meu Pé de Laranja Lima” (1968)

“Rua Descalça” (1969)

“O Palácio Japonês” (1969)

“Farinha Orfão” (1970)

“Chuva Crioula” (1972)

“O Veleiro de Cristal” (1973)

“Vamos Aquecer o Sol” (1974)

“A Ceia” (1975)

“O Menino Invisível” (1978)

“Kuryala: Capitão e Carajá” (1979)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s