Cesta básica

Em Montevidéu, a cesta básica que vem sendo distribuída para as populações mais vulneráveis nesse momento de pandemia entrega, também, alimento para alma. Segundo informa a repórter Paula Sperb, da Folha de SP, entre cenouras, leite e produtos de higiene, já foram entregues 5 mil livros a essas comunidades. Entre os autores das obras, nomes como Hermann Hesse, Albert Camus, Aldous Huxley e escritores consagrados do próprio país, como Horácio Quiroga.

Em entrevista ao jornal, Juan Canessa, secretário-geral da prefeitura da capital uruguaia e idealizador da iniciativa, afirma que “não se trata apenas de minimizar a crise em termos econômicos, mas de fortalecer o espírito. A literatura e a arte colaboram com isso. A distribuição permite que, em alguns casos, obras cheguem a pessoas que habitualmente não compram livros”.

Livro dentro das cestas básicas que vão ser distribuídas em Montevidéu
Foto de divulgação da Prefeitura de Montevidéu publicada pela FSP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s