Os fantasmas de Belo Horizonte, por Drummond

Bairro Lagoinha em 1940. Foto: Wilson Baptista

DOIS FANTASMAS

O fantasma da Serra,

natural de Ouro Preto,

ninguém mais fala nele.

Desistiu; apagou.

Nos lentos, velhos tempos

cumpria seu destino

com toda a sisudez.

Era grave, pontual,

a ninguém assustava.

Surgia à meia-noite

e trinta, ponderado,

no nevoeiro de junho,

a pessoas seletas

que voltavam de festa.

Deixava-se ficar

junto a portões de chácaras

e lembrava sem gesto

a convivial presença

das almas-do-outro-mundo

no coração mineiro.

Há muito ninguém volta

de festa na Floresta

ou qualquer outro bairro.

A rua embalsamada

permanece vestida

de solidão-magnólia.

Por falta de assistentes,

retira-se o fantasma

rumo ao País do Tédio.

Chega a vez do avantesma

da popular Lagoinha,

noutro extremo da vida.

Sinal de coisas novas.

É excêntrico, forja

diabruras cruéis.

Espanta motorneiros

sentando-se entre os trilhos

sem mover uma palha

se o bonde tilintante

desce a rampa. Conserva-se

em calmo desafio

à potência rangente.

O motorneiro, morto,

de pavor, pula fora,

o condutor imita-o,

os raros passageiros

dessa hora glacial

aos gritos se levantam,

e no tremendo instante

de esmagar o duende

ou de morrermos todos,

ele, o senhor de preto,

sem rosto, mas sarcástico

na postura insolente,

dissolve-se qual sonho

que não quer ser sonhado.

Em estrondar de rodas

de súbito freadas,

o pesadelo extingue-se.

Apenas se distingue

no interior do bonde

o convulsivo choro,

e na rua-teatro

ao sol da lua-cheia,

vago cheiro de enxofre.

Carlos Drummond de Andrade

Do livro “Boitempo – Esquecer Para Lembrar”, Edição da Record, 2006

Um comentário sobre “Os fantasmas de Belo Horizonte, por Drummond

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s