Dez anos sem Saramago

Foto: Fundação José Saramago

Os 10 anos da morte de José Saramago foram comemoradas com diversas iniciativas ao longo da semana. Encontros virtuais, leitura de textos inéditos, debates e exibição de documentários foram algumas das iniciativas registradas no Brasil. Considerado o grande responsável pelo reconhecimento mundial da prosa contemporânea em língua portuguesa, Saramago faleceu em 18 de junho de 1990 na ilha espanhola de Lanzarote. Nobel de Literatura em 1998, teve também diversas obras adaptadas para produções que vão de óperas a longas-metragens de sucesso global como “Ensaio sobre a Cegueira”, que virou filme em 2008 dirigido por Fernando Meirelles. Livro que, inclusive, voltou à lista dos mais vendidos nessa trágica temporada de pandemia do Coronavírus.

Abaixo alguns dos principais romances do autor, publicados no Brasil, em sua maioria, pela Companhia das Letras.

“Terra do Pecado” – 1947

“Manual de Pintura e Caligrafia” – 1977

“Levantado do Chão” – 1980

“Memorial do Convento” – 1982

“O Ano da Morte de Ricardo Reis” – 1984

“A Jangada de Pedra” – 1986

“História do Cerco de Lisboa” – 1989

“O Evangelho Segundo Jesus Cristo” – 1991

“Ensaio sobre a Cegueira” – 1995

“Todos os Nomes” – 1997

“A Caverna” – 2000

“O Homem Duplicado” – 2002

“Ensaio sobre a Lucidez” – 2004

“As Intermitências da Morte” – 2005

“A Viagem do Elefante” – 2008

“Caim” – 2009

“Claraboia” – 2011

“Alabardas, Alabardas, Espingardas, Espingardas” – 2014

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s