Os mais ouvidos

Os dez audiolivros mais vendidos na Auti Books, plataforma que tem como sócios as editoras Sextante, Intrínseca, Record e o fundo de investimentos Bronze Ventures.

 –“O Último Desejo”, Andrzej Sapkowski – WMF Martins Fontes

“Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas”, Dale Carnegie – Sextante

“Duny: Meu Livro. Eu que Escrevi – Girls in the House”, Raony Philips – Intrínseca

“As Armas da Persuasão”, Robert B. Cialdini – Sextante

“Sapiens”, Yuval Noah Harari – L&PM

“Os Segredos da Mente Milionária”, T. Hary Eker – Sextante

“A Neurociência da Felicidade”, Rosana Alves – MK Books

“O Poder do Agora”, Eckhart Tolle – MK Books

“21 Lições para o Século 21”, Yuval Noah Harari – Companhia das Letras

“Atenção Plena – Mindfulness” – Danny Penman e Mark Williams – Sextante

A natureza efêmera de Frost

Giphy.com

Nature’s first green is gold
Her hardest hue to hold.
Her early leaf’s a flower;
But only so an hour.
Then leaf subsides to leaf.
So Eden sank to grief,
So dawn goes down to day.
Nothing gold can stay.

O primeiro verde da natureza é dourado,
Para ela, o tom mais difícil de fixar.
Sua primeira folha é uma flor,
Mas só durante uma hora.
Depois folha se rende a folha.
Assim o Paraíso afundou na dor,
Assim a aurora se transforma em dia.
Nada que é dourado fica.

Do poeta norte-americano, Robert Frost (1874-1963)

Os livros descartáveis

Notícia recente do Estadão Conteúdo dá conta de que o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, o FNDE ligado ao Ministério da Educação, estuda descartar livros didáticos (cerca de 2,9 milhões de exemplares, segundo a matéria) que nunca foram entregues aos alunos das escolas públicas. O principal motivo seria reduzir os custos com estoques armazenados em depósito alugado dos Correios, na Grande São Paulo.

A matéria lembra ainda uma avaliação recente do presidente da República sobre os livros didáticos como “péssimos” e com “muita coisa escrita”.

Um tour por Roma, Pequim, Rússia, Paris e Rio

A editora-assistente de Cultura e coordenadora do Clube de Leitura do jornal Folha de SP, Úrsula Passos, listou cinco obras em que cidades têm papel de destaque.

“Anjos e Demônios”, Dan Brown – Arqueiro

O protagonista passa por alguns dos pontos mais tradicionais de Roma, em especial pelas esculturas de Bernini, o Panteão, as pinturas de Caravaggio na igreja Santa Maria del Popolo e as esculturas da Piazza Navona.

“A Imperatriz de Ferro”, Jung Chang – Companhia das Letras

Biografia da imperatriz Cixi, que parte da Cidade Proibida, em Pequim, para uma viagem pela China.

“O Mestre e Margarida”, Mikhail Bulgákov – 34

Tour por Moscou. Do mosteiro Novodevichi aos jardins de Alexandre, ao lado do Kremlin, em um viagem fantástica pela capital russa.

“Paris é uma Festa”, Ernest Hemingway – Bertrand Brasil

A capital francesa na companhia de gente como Gertrude Stein, Ezra Pound, Scott Fitzgerald e James Joyce.

“A Primeira História do Mundo”, Alberto Mussa – Record

O Rio de Janeiro e a história do primeiro assassinato na capital récem-povoada pelos portugueses.