Contra a intolerância

America in passing – Henri Cartier-Bresson, 1947 / Magnum Photos

Alguns dos maiores nomes da literatura contemporânea se juntaram a um time de 150 intelectuais e artistas de fama mundial na assinatura de uma carta aberta lamentando o acirramento do “clima de intolerância” vindo de “todos os lados”. O texto “Uma Carta sobre Justiça e Debate Aberto” já foi publicado pela Harper’s Magazine e sairá em outros grandes veículos internacionais. Entre os signatários estão o linguista Noam Chomsky, J.k. Rowling, Salman Rushdie, Andrew Solomon e Margaret Atwood. Carta na íntegra pelo link https://harpers.org/a-letter-on-justice-and-open-debate/.

IMS premia ensaios inéditos

Já estão abertas as inscrições para o Terceiro Concurso de Ensaísmo serrote, promovido pela revista de ensaios do Instituto Moreira Salles (IMS). O prazo final para inscrever textos na premiação é o dia primeiro de setembro próximo. Serão selecionados três ensaios inéditos de autores inéditos em livro ou que tenham, no máximo, uma obra publicada. Os ensaios serão publicados na edição da serrote de novembro e os três primeiros colocados receberão, respectivamente, R$ 10 mil, R$ 7 mil e R$ 4 mil. Regulamento completo e outras informações pelo link https://www.revistaserrote.com.br/concurso/.

Em recuperação

Imagem: Freepick

Segundo notícia do site Publishnews, pesquisa recente da Nielsen mostra que os números do mercado varejista de livros no país entre os dias 18 de maio e 14 de junho voltaram a patamares próximos ao registrado no mesmo período do ano passado. Foram vendidos 2,85 milhões de exemplares, gerando faturamento estimado em R$ 112 milhões. Ainda de acordo com o site, em números relativos, houve queda de 5,5% em volume de vendas e de 3,16% em valor. Quando comparados com os números do período anterior, foram registrados crescimento de 32% em número de exemplares e de 31,4% no faturamento do setor. Segundo o presidente do Sindicato Nacional dos Editores de Livros, Marcos da Veiga Pereira, a quase totalidade das vendas vêm sendo realizadas por meio do comércio eletrônico.

Solidariedade e apreço pela leitura

Odilon Tavares em foto do jornal O Tempo

Mesmo no cenário de distanciamento social, as pessoas se mobilizaram e garantiram a reparação de uma barbaridade cometida no último dia 27, em Belo Horizonte, contra Odilon Tavares. Há três anos, ele vende livros usados numa calçada da região da Savassi e teve parte de seu acervo de 5 mil obras queimado durante a madrugada. Segundo os jornais locais, perdeu mais de 3 mil livros. A reparação veio da solidariedade e apreço de pessoas pela leitura, que em quatro dias já havia feito mais de 10 mil doações ao livreiro.

A peste da insônia

O diretor e produtor venezuelano Leonardo Aranguibel disponibilizou, de forma gratuita, seu curta-metragem “La Peste del Insomnio”, onde astros do cinema latino-americano lêem trechos de “Cem Anos de Solidão”, do colombiano Gabriel García Márquez. Na história, a fictícia Macondo enfrenta uma epidemia de insônia, que leva os moradores ao desespero e à adoção das mais diferentes técnicas e remédios para conseguirem adormecer. Nada funciona e outra peste ainda pior, a do esquecimento, toma conta da cidade. O filme, segundo a Fundação Gabo, evoca a esperança em meio à crise sanitária e econômica desencadeada pela Covid-19. Participam do projeto nomes de diferentes países do continente, como o argentino Ricardo Darín e a brasileira Alice Braga.