Loyola Brandão é anunciado como novo imortal da ABL

Ignácio de Loyola Brandão nos anos 50, em sua cidade natal. Foto do acervo da Folha de SP

A Academia Brasileira de Letras divulgou ontem o novo membro da casa: Ignácio de Loyola Brandão. Nascido em Araraquara (SP) e autor de títulos populares no país como “Zero” e “Não Verás País Nenhum”, o escritor ocupa a cadeira deixada vaga por Helio Jaguaribe, morto em setembro passado. Além de escritor consagrado, Brandão é jornalista e cronista.

Os mais vendidos pela Estante Virtual

Os 10 títulos mais vendidos no mês de fevereiro pelo site estantevirtual.com.br:

Quincas Borba – Machado de Assis

A Droga da Obediência – Pedro Bandeira

Quarto de Despejo – Diário de uma Favelada – Carolina Maria de Jesus

A Ilha Perdida – Maria José Dupré

Dom Quixote – Miguel de Cervantes

Dom Casmurro – Machado de Assis

Vidas Secas – Graciliano Ramos

Auto da Compadecida – Ariano Suassuna

O Cortiço – Aluísio Azevedo

O Pequeno Príncipe – Antoine de Saint-Exupéry

Grande Sertão comentado

Abaixo podcast da editora com três entrevistas sobre “Grande Sertão: Veredas”, obra de Guimarães Rosa que acaba de ganhar nova edição da Companhia das Letras. Abrindo a programação, o crítico, escritor e professor Silviano Santiago. Na sequência, o doutor em literatura brasileira e pesquisador da obra de Rosa, Érico Melo, e a diretora Bia Lessa.

Conforme o blog da Companhia, o livro de Rosa, publicado originalmente em 1956, “revolucionou o cânone brasileiro e segue despertando o interesse de renovadas gerações de leitores. Ao atribuir ao sertão mineiro sua dimensão universal, a obra é um mergulho profundo na alma humana, capaz de retratar o amor, o sofrimento, a força, a violência e a alegria”.

Quintana por Kobra

O celebrado grafiteiro paulista Eduardo Kobra acaba de retratar mais um grande nome da literatura nacional. Depois de pintar murais com Ariano Suassuna e Ferreira Gullar, foi a vez de Mario Quintana (1906-1994). O poeta ganhou um painel de 14 metros quadrados na parede externa do Colégio Farroupilha, na capital gaúcha. E vem mais. O próximo personagem do artista é Jorge Amado, que deve ganhar mural próprio ainda este ano, em Salvador.

Os mais vendidos no país

Os 20 livros mais vendidos no país no período de 4 a 10 de fevereiro, segundo a Publishnews.

1-A Sutil Arte de Ligar o Foda-se, Mark Manson – Intrínseca

2-O Milagre da Manhã, Hal Elrod – BestSeller

3-Me Poupe, Nathalia Arcuri – Sextante

4-Seja Foda!, Caio Carneiro – Buzz

5-Este não é mais um Livro de Dieta, Rodrigo Polesso – Gente

6-As Aventuras de Netoland com Luccas Neto, Luccas Neto – Pixel

7-O Poder do Hábito, Charles Duhigg – Objetiva

8-Aprendizados, Gisele Bündchen – BestSeller

9-O Poder da Ação, Paulo Vieira – Gente

10-Prisioneiros da Mente, Augusto Cury – HarperCollins

11-Minha História, Michelle Obama – Objetiva

12-Poesia que Transforma, Bráulio Bessa – Sextante

13-Os Segredos da Mente Milionária,T. Harv Eker

14-O Poder do Agora, Eckhart Tolle, Sextante

15-21 Lições para o Século 21, Yuval Noah Harar  – Companhia das Letras

16-Do Mil ao Milhão, Thiago Nigro – HarperCollins

17-Textos Cruéis Demais para Serem Lidos Rapidamente, Igor Pires da Silva e Gabriela Barreira – Globo Alt

18-Coleção Livros de Colorir, Johanna Basfor e Millie Marotta – Sextante

19-Sapiens, Yuval Noah Harari, L&PM

20-Para Todos os Garotos que já Amei, Jenny Han – Intrínseca