Memórias da Rússia comunista

Musa da Flip de 2018, a escritora russa Liudmila Petruchévskaia está de título novo em português: “A Menininha do Hotel Metropol: Minha infância na Rússia Comunista”, lançado aqui recentemente pela Companhia das Letras. O livro narra a sofrida infância da autora, marcada pela falta de comida e pela ausência de aquecimento. Segundo nota da editora, “um livro excepcional que fornece um vislumbre do dia a dia do regime comunista russo”. Da mesma autora e editora já havia sido lançado aqui, em 2018, “Era uma vez uma Mulher que Tentou Matar o Bebê da Vizinha: Histórias e Contos de Fadas Assustadores”.

Um tour por Roma, Pequim, Rússia, Paris e Rio

A editora-assistente de Cultura e coordenadora do Clube de Leitura do jornal Folha de SP, Úrsula Passos, listou cinco obras em que cidades têm papel de destaque.

“Anjos e Demônios”, Dan Brown – Arqueiro

O protagonista passa por alguns dos pontos mais tradicionais de Roma, em especial pelas esculturas de Bernini, o Panteão, as pinturas de Caravaggio na igreja Santa Maria del Popolo e as esculturas da Piazza Navona.

“A Imperatriz de Ferro”, Jung Chang – Companhia das Letras

Biografia da imperatriz Cixi, que parte da Cidade Proibida, em Pequim, para uma viagem pela China.

“O Mestre e Margarida”, Mikhail Bulgákov – 34

Tour por Moscou. Do mosteiro Novodevichi aos jardins de Alexandre, ao lado do Kremlin, em um viagem fantástica pela capital russa.

“Paris é uma Festa”, Ernest Hemingway – Bertrand Brasil

A capital francesa na companhia de gente como Gertrude Stein, Ezra Pound, Scott Fitzgerald e James Joyce.

“A Primeira História do Mundo”, Alberto Mussa – Record

O Rio de Janeiro e a história do primeiro assassinato na capital récem-povoada pelos portugueses.

Clarice também faz 100 anos

Clarice (à direita) com as irmãs Tania e Elisa em foto do acervo pessoal da escritora

Também celebrando 100 anos de nascimento em 2020, Clarice Lispector é tema de peça que estreou ontem em São Paulo. “Minhas Queridas” foi criada a partir da correspondência entre a escritora e suas irmãs Elisa e Tania nas décadas de 40 e 50 e tem direção de Stella Tobar e Marilene Grama e Simone Evaristo no elenco. A peça está em cartaz no Sesc Pinheiros da capital paulista. Nascida em 10 de dezembro na Ucrânia, Clarice faleceu no Rio de Janeiro, um dia antes de completar 57 anos, vítima de um câncer de ovário.

Novo McEwan em pré-venda

Capa da edição em inglês do livro “A Barata”

“A Barata”, novo livro de um dos mais celebrados autores britânicos da atualidade, Ian McEwan, chega às prateleiras do país no próximo dia 30. Já em fase de pré-venda, o lançamento é uma sátira política construída a partir da métafora inversa àquela utilizada por Kafka em “A Metamorfose”, onde Jim Sams é um inseto que, do dia para a noite, assume a forma humana do primeiro-ministro da Grã-Bretanha.

O livro é uma edição da mesma Companhia das Letras que já lançou por aqui títulos do autor como “Reparação”, “Amsterdam”, “Serena”, “Solar”, “Na Praia” e “Máquinas como Eu”.

Os melhores de 2019, segundo leitores da Bula

A Revista Bula realizou uma enquete entre os meses de setembro e dezembro passados para identificar quais foram, segundo seus leitores, os melhores livros brasileiros publicados em 2019. Confira os principais colocados:

“Torto Arado”, Itamar Vieira Júnior – Todavi

“A Visita de João Gilberto aos Novos Baianos”, Sérgio Rodrigues – Companhia das Letras

“Sobre Lutas e Lágrimas – Uma Biografia de 2018”, Mário Magalhães – Record

“Cancún”, Miguel Del Castillo – Companhia das Letras

“Melancolia”, Carlos Cardoso – Record

“Crocodilo”, Javier Arancibia Contreras – Companhia das Letras

“Liberdade Vigiada”, Paulo Cesar Gomes – Record

“O Corpo Encantado das Ruas”, Luiz Antonio Simas – Civilização Brasileira

“Jovita Alves Feitosa: Voluntária da Pátria, Voluntária da Morte”, José Murilo de Carvalho – Chão Editora

“Sobre o Autoritarismo Brasileiro”, Lilia Moritz Schwarcz – Companhia das Letras