Destaques do ano

Sessenta colaboradores da revista “Quatro cinco um” listaram os destaques editoriais de 2019. Confira os mais votados:

FICÇÃO

“A Literatura Nazista na América”, Roberto Bolaño – Companhia das Letras

“A Fúria e Outros Contos”, Silvina Ocampo – Companhia das Letras

“Torto Arado”, Itamar Vieira Junior – Todavia

“Marrom e Amarelo”, Paulo Scott – Companhia das Letras

“Sombrio Ermo Turvo”, Veronica Stigger – Todavia

NÃO FICÇÃO

“Verifique se o Mesmo”, Nuno Ramos – Todavia

“Ideias para Adiar o Fim do Mundo”, Ailton Krenak – Companhia das Letras

“Memórias da Plantação”, Grada Kilomba – Cobogó

POESIA

“O Livro dos Jardins”, Ana Martins Marques – Quelônio

“Mil Sóis”, Primo Levi – Todavia

“Ou o Silêncio Contínuo”, Marcelo Ariel – Kotter

INFANTOJUVENIL

“A Mulher da Guarda”, Sarah Bertrand – Emília/Solisluna

“A Menina que Morava no Chuveiro”, Antonio Prata – Ubu

“Da Minha Janela”, Otávio Júnior – Companhia das Letrinhas

DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA

“O Oráculo da Noite”, Sidarta Ribeiro – Companhia das Letras

“Outras Mentes: O Polvo e a Origem da Consciência”, Peter Godfrey-Smith, Todavia

“A Terra Inabitável”, David Wallace Wells – Companhia das Letras

Imperdíveis para ouvir

Em matéria assinada por Mariana Felipe, a revistabula.com listou 15 audiolivros imperdíveis do catálogo da Auti Books, plataforma lançada recentemente no país pelas editoras Sextante, Record e Intrínseca, em união com a Bronze Ventures.

“O Quinze”, Rachel de Queiroz

“Reinações de Narizinho”, Monteiro Lobato

“Vidas Secas”, Graciliano Ramos

“1984”, George Orwell

“Antes do Baile Verde”, Lygia Fagundes Telles

“O Guia do Mochileiro das Galáxias”, Douglas Adams

“O Fascismo Eterno”, Umberto Eco

“Sapiens”, Yuval Noah Harari

“Um Coração Ardente”, Lygia Fagundes Telles

“Dias Perfeitos”, Rafael Montes

“A Sutil Arte de Ligar o F*da-se”, Mark Manson

“Ted Talks”, Chris Anderson

“Trópicos Utópicos”, Eduardo Gianetti

“O Sol na Cabeça”, Geovani Martins

“21 Lições para o Século 21”, Yuval Noah Harari

Patti Smith em São Paulo

Patti e o fotógrafo Robert Mapplethorpe em imagem de Norman Seeff , de 1969

A cantora, escritora e ativista Patti Smith está pela primeira vez no país, onde cumpre agenda de shows, e participa, hoje, de bate-papo aberto ao público em São Paulo. O evento, no teatro do Sesc Pompeia, está previsto para as 14h e marca o lançamento dos seus recentes livros “O Ano do Macaco”, seu terceiro volume de memórias, e “Devoção”, um misto de prosa e ensaio, ambos editados pela Companhia das Letras. As memórias da autora já havia rendido “Só Garotos” – vencedor do National Book Award em 2010 – e “Linha M”, lançado em 2016.

Atwood essencial

Atwood em foto da Newsweek

Autora de mais de 60 obras e premiada com alguns dos mais importantes prêmios literários da atualidade, a produção da canadense Margaret Atwood vai do romance à ficção científica, dos contos às histórias infantis. A escritora completa 80 anos no próximo dia 18 e para assinalar a data, a Veja publicou uma lista com cinco livros de ficção essenciais de Atwood, “para além de O Conto da Aia”, o romance distópico de 1985 que se tornou um fenômeno mundial de vendas.  

“Oryx e Crake”

“O Assassino Cego”

“Vulgo Grace”

“A Odisseia de Penélope”

“Dicas da Imensidão”

Os essenciais de outubro

Livros recomendados pela equipe do ‘Aliás’, de O Estado de São Paulo, em outubro:

-“Sobre os Ossos dos Mortos’, Olga Tokarczuk – Todavia

A autora, polonesa, de 57 anos, foi a vencedora do Nobel deste ano e o livro chega às prateleiras no próximo dia 5.

-“Uma Jornada como Tantas”, Francisco J. C. Dantas -Alfaguara

Obra do escritor sergipano, descrito como um mestre da literatura. 

-“Um Cavalo Pálido’, Boris Sávinkov – Grua

Obra de 1909, do escritor russo admiriado por gente como Picasso e Blaise Cendrars.

-“Hannah Arendt e Martin Heidegger:Uma História de Amor”, Antonia Grunenberg – Perspectiva

Trata da identificação entre dois nomes cuja história se confunde com a do Século XX.

-“Inquietações em Dias de Insônia”, Leonardo Tonus – Nós

Versos que tratam, entre outros temas, do impacto na cultura provocado pelas turbulências políticas no Brasil

-“Minha Pátria Era um Caroço de Maçã”, Herta Müller -Biblioteca Azul

Nobel de 2009, a escritora romena faz um balanço de sua vida em conversa com a jornalista austríaca Angelika Klammer.

-“Columbine”, Dave Cullen – Darkside

Livro-reportagem sobre o massacre de 12 alunos e um professor da Columbine High School ocorrido em 20 de abril de 1999.

-“Café da Manhã dos Campeões”, Kurt Vonnegut – Intrínseca

Primeiro livro do escritor americano publicado depois do sucesso de “Matadouro 5”

-“Mundos Apocalípticos”, John Joseph Adams (org.) -Planeta

Reunião de contos de nomes como George R. R. Martin e Stephen King sobre o fim do mundo.  

-“A Ilha de Arturo”, Elsa Morante – Carambaia

Obra publicada em 1957 pela escritora italiana, mulher de Alberto Moravia e amiga, entre outros, de Pasolini e Natalia Ginzburg.