Patti Smith em São Paulo

Patti e o fotógrafo Robert Mapplethorpe em imagem de Norman Seeff , de 1969

A cantora, escritora e ativista Patti Smith está pela primeira vez no país, onde cumpre agenda de shows, e participa, hoje, de bate-papo aberto ao público em São Paulo. O evento, no teatro do Sesc Pompeia, está previsto para as 14h e marca o lançamento dos seus recentes livros “O Ano do Macaco”, seu terceiro volume de memórias, e “Devoção”, um misto de prosa e ensaio, ambos editados pela Companhia das Letras. As memórias da autora já havia rendido “Só Garotos” – vencedor do National Book Award em 2010 – e “Linha M”, lançado em 2016.

Harari faz palestra gratuita amanhã em São Paulo

Foto: Youtube

O escritor israelense Yuval Noah Harari faz palestra gratuita amanhã, 6/11, no Memorial da América Latina, em São Paulo. Em sua primeira passagem pelo país, o autor de “Homo Sapiens”, “Homo Deus” e “21 Lições para o Século 21” vai discutir, com mediação do jornalista André Petry, a evolução humana por meio da modernização dos meios de produção e do trabalho e a relação do homem com o meio ambiente. Considerado um dos principais pensadores contemporâneos, Harari é Ph.D. em História pela Universidade de Oxford e atualmente é professor da Universidade Hebraica de Jerusalém. Seus livros viraram fenômenos mundiais e os dois títulos da série “Sapiens”, sozinhos, venderam mais de 12 milhões de exemplares em todo o mundo.

Destaques da biblioteca de Vania Toledo

Seleção de 22 títulos de fotografia integrantes da mostra “Destaques da Coleção Vania Toledo”, que se encerra no próximo dia 31 na Biblioteca do Instituto Moreira Salles, em São Paulo.

-“Alice Springs: Portraits”, Alice Springs – Schirmer/Mosel

-“Ballet”, George Platt Lynes -Twelvetrees Press

-“Bruce Weber” – Alfred A. Knopf

-“Female Troube”, Bettina Rheims – Schirmer/Mosel

-“Getanzte Augenblicke: Ursula Kaufmann fotografiert Pina Bausch und das Tanztheater Wuppertal”, Ursula Kaufmann – Müller + Busmann

-“Helmut Newton: work” –Taschen

-“Horst: Sixty Years of Photography” -Thames and Hudson

-“If We Shadows”, David Bailey – Thames and Hudson

-“Images of Women”, Peter Lindbergh – Schirmer/Mosel

-“Lillian Bassman” – Bulfinch Press

-“Moments: Roxanne Lowit Photographs” – The Vendome

-“Notorious”, Herb Ritts – Little Brown

-“Photographs 1931-1955”, George Platt Lynes – Twelvetrees Press

-“Pierre et Gilles: The Complete Works”, de Pierre et Gilles – Taschen

-“Robert Mapplethorpe” – Whitney Museum of American Art/New York Graphic Society Books

-“Snowdon on Stage”, Lord Snowdon (Antony Armstrong-Jones) -Pavilion

-“The Silver Cord”, David Armstrong – Scalo

-“The Sixties”, Richard Avedon – Random House

-“Then: Photographs 1925-1995”, Alexander Liberman – Random House

-“Underworld”, Kelly Klein – Alfred A. Knopf

-“Us and Them”, Helmut Newton e Alice Springs – Scalo

-“Variety: Photographs by Nan Goldin, from the film by Bette Gordon”, Nan Goldin – Skira/Rizzoli

Tesouros de grandes colecionadores

Parte do acervo da BMA, em foto publicada no site do Projeto São Paulo City

Para quem estiver em SP até o próximo dia 12 de dezembro a dica é a exposição “Grandes Colecionadores”, aberta hoje (3/10) na Biblioteca Mário de Andrade. A mostra reúne exemplares da trajetória pessoal de bibliófilos que doaram ou venderam suas coleções para a instituição e pode ser vista diariamente das 10h às 19h. Entre outras inúmeras raridades, os visitantes poderão conhecer acervos de nomes como o Barão Homem de Mello (1837-1918), Paulo Prado (1869-1943) e Otto Maria Carpeaux (1900-1978). Conforme notícia de ” O Estado de SP”, do jornalista e ensaista Carpeaux, por exemplo, estará em exibição a edição bilíngue com poemas de Carlos Drummond de Andrade organizada por Hans Magnus Enzensberger e publicada em 1965 pela alemã Suhrkamp.

Fundada em 1925 a partir do acervo da Câmara Municipal, a “Mário de Andrade” é a principal biblioteca pública da cidade de São Paulo e conta com um patrimônio de cerca de 3,3 milhões de títulos, além de um amplo conjunto de manuscritos, incunábulos (obras que imitavam manuscritos e foram impressas nos primórdios da impressão com tipos móveis), gravuras e mapas, entre outros itens raros.

Flip 2020 já tem data

Cartaz editado do evento deste ano

A próxima edição da Festa Literária Internacional de Paraty, em sua 18ª edição, já tem data divulgada: de 29 de julho a 2 de agosto de 2020. Os organizadores prometem para as próximas semanas os nomes do curador e do autor homenageado. Neste ano as homenagens foram para Euclides da Cunha. Segundo dados dos produtore, o evento cresceu em número de visitantes. Foram 8,6 mil acessos à tenda principal em 2019, contra 7,2 mil em 2018.