A distopia continua


Atwood em foto de  1999, da “The Canadian Encyclopedia”

Segundo notícia recente dos portais de notícia, a canadense Margaret Atwood está escrevendo a continuidade do cultuado “O Conto da Aia” (The Handmaid’s Tale). A história lançada em 1985 ficou conhecida no mundo inteiro, especialmente após virar série da Netflix.

A segunda parte, chamada “The Testaments”, deve ser lançada em setembro do ano que vem.

“Fenômeno australiano” lança novo livro de ficção

Edição australiana do novo livro de Zusak

Depois de 13 anos de “A Menina que Roubava Livros”, o “arrasa quarteirão” lançado em 2005 e com mais de 16 milhões de cópias vendidas (cerca de 3 milhões delas, no Brasil), o australiano Markus Zusak chega com nova obra ao mercado: “O Construtor de Pontes”. O livro deve estar nas lojas brasileiras no início do ano que vem. Para os assinantes do Clube do Livro da Intrínseca (www.intrinsecos.com.br), estará disponível já no mês que vem. 

São 528 páginas na edição brasileira de uma narrativa que mistura relatos de diferentes gerações da família Dunbar, da infância dos pais dos meninos, Penélope e Michael, à vida adulta dos cinco.

Olhar sobre a colonização portuguesa

caderno

Lançamento recente da Todavia e mais uma boa oportunidade para conhecer a boa produção literária em língua portuguesa da atualidade: “Caderno de Memórias Coloniais”, da moçambicana filha de pais portugueses, Isabela Figueiredo. Uma das convidadas especiais da Flip 2018, a escritora já era conhecida por aqui também por “A Gorda”, lançado pela mesma editora e ambos celebradíssimos em Portugal.

Tolkien inédito

A queda de gondolin

Lançado simultaneamente na quinta-feira passada no Brasil, EUA, Reino Unido e Alemanha, “A Queda de Gondolin”, de J. R. R. Tolkien (1892-1973), marca o início de uma nova geração de edições do escritor, professor e filológo britânico no país, agora pela HarperCollins Brasil. O livro foi organizado pelo filho do autor, Christopher Tolkien, hoje com 93 anos, e, conforme artigo do Caderno 2 do Estadão, provavelmente é o “último livro inédito com escritos de Tolkien”.

Uma jornada pelos EUA do Século 19

Oeste

Citado pelo escritor Paulo Nogueira, em artigo recente no Aliás, do Estadão, como “desde já um dos livros do ano”, chega às livrarias “Oeste”, romance de estreia da contista norte-americana, Carys Davies. Lançamento da Alfaguara, o livro tem como pano de fundo os Estados Unidos de 1815 – ainda distante da configuração geográfica atual, para contar a história do viúvo Cy Bellman, de 35 anos, que parte da sua fazenda na Pensilvânia para uma jornada de dois anos guiada por um índio de 17 anos. “A prosa de Davies é lírica, de uma melancolia plangente e quase cósmica – mas também laboriosamente eficaz, mobilizando todas as ferramentas narrativas da ficção”, ressalta  o artigo.