Saraiva despejada

New York City Center, do grupo Multiplan

Em processo de recuperação judicial desde o ano passado, a rede de livrarias Saraiva, segundo nota do colunista Lauro Jardim (O Globo) foi notificada por mais uma ação de despejo. Dessa vez por parte de um centro de compras do Rio de Janeiro, o New York City Center. Segundo o jornalista, a Saraiva acumula uma dívida de R$ 650 mil em aluguéis atrasados com o centro comercial. O último relatório apresentado pelo administrador judicial da Saraiva dá conta de que 30 das 73 lojas da rede são objeto de ações de despejo na Justiça. A dívida total declarada pela rede, segundo a revista Exame, é de R$ 675 milhões.

Os mais ouvidos

Os dez audiolivros mais vendidos na Auti Books, plataforma que tem como sócios as editoras Sextante, Intrínseca, Record e o fundo de investimentos Bronze Ventures.

 –“O Último Desejo”, Andrzej Sapkowski – WMF Martins Fontes

“Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas”, Dale Carnegie – Sextante

“Duny: Meu Livro. Eu que Escrevi – Girls in the House”, Raony Philips – Intrínseca

“As Armas da Persuasão”, Robert B. Cialdini – Sextante

“Sapiens”, Yuval Noah Harari – L&PM

“Os Segredos da Mente Milionária”, T. Hary Eker – Sextante

“A Neurociência da Felicidade”, Rosana Alves – MK Books

“O Poder do Agora”, Eckhart Tolle – MK Books

“21 Lições para o Século 21”, Yuval Noah Harari – Companhia das Letras

“Atenção Plena – Mindfulness” – Danny Penman e Mark Williams – Sextante

Os mais vendidos

Lista dos 20 livros mais vendidos no país entre os dia 2 e 8 de dezembro, segundo apurado pela Publishnews. Conforme a pesquisa, que considera a soma simples das vendas de 17 livrarias, os três primeiros lugares do ranking geral tiveram, respectivamente, 6.069, 4.865 e 4.201 exemplares comercializados no período.

1-“A Sutil Arte de Ligar o Foda-se”, Mark Manson – Intrínseca

2-“Escravidão”, Laurentino Gomes – Globo Livros

3-“Essa Gente”, Chico Buarque – Companhia das Letras

4-“A Oração mais Poderosa de Todos os Tempos”, Bruno J. Gimenes – Luz da Serra

5-“O Poder da Autorresponsabilidade”, Paulo Vieira – Gente

6-“Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas”, Dale Carnegie – Companhia Editora Nacional

7-“A Garota do Lago”, Charlie Donlea – Faro Editorial

8-“Seja Foda!”, Caio Carneiro – Buzz

9-“Como Fazer Amigo e Influenciar Pessoas – Edição Comemorativa 80 Anos”, Dale Carnegie

10-“Mais Esperto que o Diabo”, Napoleon Hill – CDG

11-“21 Lições para o Século 21”, Yuval Noah Harari – Companhia das Letras

12-“Inovar é Questionar o que já Existe”, João Appolinário – Buzz

13-“O Milagre da Manhã”, Hal Elrod – BestSeller

14-“Do Mil ao Milhão”, Thiago Nigro – Harper Collins

15-“Mindset”, Carol Dweck – Objetiva

16-“Diário de um Banana – Quebra Tudo”, Jeff Kinney – VR Editora

17-“Enfodere-se!”, Caio Carneiro – Buzz

18-“Luccas Neto em Os Aventureiros”, Lucas Neto – Pixel

19-“As Aventuras de Mike”, Gabriel Dearo/Manu Digilio – Outro Planeta

20-“Ansiedade – Como Enfrentar o Mal do Século”, Augusto Cury – Saraiva

Biblioteca Nacional deixa de fornecer o ISBN

Por decisão da Agência Internacional do ISBN (International Standard Book Number), em função de mudanças no sistema interno da entidade, o serviço deixará de ser fornecido no Brasil pela Biblioteca Nacional e, a partir de 1º de março do ano que vem, ficará sob responsabilidade da Câmara Brasileira do Livro. Oficializado como norma internacional desde 1978, o ISBN é um registro que identifica os livros de acordo com o título, autor, país e editora. Segundo os jornais, a estimativa é de uma perda de receita da ordem de R$ 4 milhões anuais para a BN.

Homenageado Flip 2020

Detalhe do cartaz de divulgação da Flip 2019

Com transmissão ao vivo, a partir das 19h de amanhã (25), pelo Facebook da Flip e do Itaú Cultural, será revelado o homenageado da 18ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty. O maior evento literário do país está previsto para o período entre 29 de julho e 2 de agosto do ano que vem. O primeiro homanageado, em 2003, foi Vinicius de Moraes. Seguiram-se Guimarães Rosa, Clarice Lispector, Jorge Amado, Nelson Rodrigues, Machado de Assis, Manuel Bandeira, Giberto Freyre, Oswald de Andrade, Carlos Drummond de Andrade, Graciliano Ramos, Millôr Fernandes, Mário de Andrade, Ana Cristina Cesar, Lima Barreto, Hilda Hilst e, neste ano de 2019, Euclides da Cunha.