Booker Prize 2019 vai para Atwood e Evaristo

Depois do Nobel de 2018, anunciado recentemente para a escritora polonesa Olga Tokarczuk, duas outras mulheres levaram um dos principais prêmios literários do mundo, o Booker Prize. Em rara decisão da Fundação responsável pelo prêmio, foram escolhidas duas vencedoras: a canadense Margaret Atwood, por “The Testaments” e a britânica Bernardine Evaristo, por “Girl, Woman, Other”. Em outro fato inédito, Evaristo é a primeira mulher negra a ser eleita na história da premiação, criada em 1968.

Tokarczuk e Peter Handke levam Nobel de Literatura

Olga Tokarczuk em foto da Paris Review

Foi anunciado ontem (10/10) os vencedores do Nobel de Literatura dos anos de 2018 e 2019. Relativo ao ano passado – quando a premiação foi suspensa após uma série de denúncias e investigações envolvendo assédio sexual e vazamento de nome de premiados, venceu a favorita na bolsa de apostas: a escritora polonesa Olga Tokarczuk. A láurea de 2019 foi para o austríaco Peter Handke.

A romancista, ensaísta, roteirista e celebridade literária na Polônia, é autora, entre outros, de “Flights”, livro que a tornou conhecida mundialmente e lhe rendeu o Man Booker Prize no ano passado. No Brasil, a obra (atualmente esgotada) saiu pela editora Tinta Negra com o título “Os Vagantes”. Segundo matéria da Folha de SP, o livro deve ganhar nova edição, com o título de “Viagens”, pela Todavia.

Um pouco mais conhecido no Brasil, Handke é dramaturgo, romancista e roteirista. É comumente lembrado pela participação no roteiro do filme “Asas do Desejo”, dirigido por Wim Wenders, em 1987.

Na mesma matéria, a Folha publicou um ranking dos países mais laureados. A França lidera com 11 prêmios, seguida por EUA (9), Alemanha (8), Reino Unido (7) e Suécia (7). Em língua portuguesa, apenas Portugal (José Saramago, 1998) levou um prêmio e, na América Latina, somente Chile (2), México (2), Colômbia (1) e Peru (1) tiveram escritores premiados.

Nobel duplo na quinta

Serão revelados depois de amanhã os nomes de dois vencedores do Nobel de Literatura. Num fato inédito, que misturou acusações de assédio sexual e fraude, a Academia Sueca cancelou a premiação do ano passado e fará o anúncio duplo dos premiados dos anos 2018 e 2019, na quinta-feira. A propósito do assunto, o site de O Estado de SP está promovendo uma enquete com os internautas para saber qual escritor brasileiro, na opinião deles, merecia um Prêmio Nobel de Literatura. Até ontem à noite, Machado de Assis liderava o placar, seguido de Guimarães Rosa e Jorge Amado.

Os finalistas na disputa do Jabuti 2019

Saiu a lista dos 10 finalistas de cada uma das 19 categorias do mais tradicional prêmio literário do país, o Jabuti. Entre os destaques, na categoria crônica, foi selecionado “Pós-F: Para Além do Masculino e do Feminino” (LeYa), da escritora, roteirista, apresentadora e atriz Fernanda Young, morta em agosto passado, aos 49 anos. A lista traz ainda nomes como Elvira Vigna (Contos), Glauco Mattoso (Poesia) e Martha Batalha (Romance). A premiação será em 28 de novembro e uma lista com os cinco finalistas de cada categoria será divulgada no próximo dia 31. Confira a lista completa dos finalistas no link https://www.premiojabuti.com.br/conheca-os-10-finalistas-premio-jabuti-2019/ .

“Oceanos” anuncia os semifinalistas deste ano

No link abaixo a lista dos 54 semifinalistas do Prêmio “Oceanos” 2019, anunciados recentemente. Trinta e quatro brasileiros, 18 portugueses e dois angolanos foram selecionados entre 1.467 escritores inscritos. O prêmio, criado em 2003, é realizado em parceria com o Itaú Cultural e é considerado um dos mais importantes entre os países de língua portuguesa, ao lado do “Jabuti” e do “Camões”. Os dez finalistas serão anunciados em novembro. Os três primeiros levam, respectivamente, R$ 120 mil, R$ 80 mil e R$ 50 mil. https://portal-assets.icnetworks.org/uploads/attachment/file/100064/Oceanos-2019-Semifinalistas.pdf